Francisco Manuel Sousa

20 de Janeiro de 2017

Hoje, no metro, uma promotora da Oikos andava a trocar dois beijinhos por um vale de desconto. Tal como o resto da maralha, cedi, sem pensar.

Não há volta a dar: o capitalismo fez de mim um prostituto. Eu, que nem costumo comer Oikos.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

20 de Janeiro de 2017